top of page

Suélia Fleury Rosa - 10 Anos de LCBNano


Receber a notícia dos 10 anos de dedicação e conquistas do grupo LCBNano é motivo de grande satisfação. Parabenizo todos os membros pela significativa trajetória na valorização da biodiversidade brasileira por meio da aplicação da nanotecnologia na área da saúde. É uma honra fazer parte dessa história e contribuir para o crescimento do grupo.


O convite para escrever uma mensagem de Parabéns pelos 10 anos do LCBNano é recebido com lisonja. Será um prazer compartilhar palavras de incentivo e reconhecimento com uma equipe tão dedicada. Estou ansiosa para continuar nossa colaboração e testemunhar as futuras conquistas do grupo no próximo ano, desejando que nos reserve ainda mais realizações conjuntas e sucesso para o LCBNano.


Tenho certeza de que, juntos, iremos construir uma pesquisa científica que avança a passos largos, abrindo caminhos para abordagens inovadoras capazes de revolucionar os tratamentos médicos. Nesse contexto, o emergente campo da "Organ-on-a-Chip" destaca-se como uma promissora fronteira para explorar modelos mais precisos e eficazes. Este projeto visa direcionar esforços para áreas cruciais com impacto nos tratamentos de feridas.


Em conjunto com o LCBNano, utilizaremos a tecnologia "Organ-on-a-Chip" para replicar as características funcionais de órgãos humanos em microdispositivos, permitindo estudos mais realistas em comparação com métodos tradicionais. A abordagem concentra-se na criação de modelos específicos de órgãos para entender os efeitos da ablação em condições controladas e realistas.


No ano de 2024, em parceria com o LCBNano, avançaremos na compreensão dos efeitos da ablação em células cardíacas em um ambiente controlado, visando contribuir para o desenvolvimento de estratégias de ablação mais eficazes e seguras para pacientes com fibrilação cardíaca. A nanotecnologia incorporada em Latex será nossa aliada nesse processo de tratamento inovador.


Por fim, na área de ablações em câncer, nosso foco será entender como a ablação pode influenciar o ambiente tumoral, visando otimizar resultados terapêuticos. Este aspecto da pesquisa busca não apenas controlar o crescimento do tumor, mas também explorar o potencial da ablação como uma estratégia combinatória em tratamentos oncológicos.



bottom of page